Os 9 Pilares do Desenvolvimento Integral

Desenvolvimento Social

Inclui o desenvolvimento das inteligências pessoais, o engajamento em equipes e comunidades de trabalho, solidariedade, responsabilidade, cidadania e noção de serviço, com o objetivo de promover o bem-estar. 

Estimula o desenvolvimento de lideranças criativas, uma força individual ou coletiva chamada para servir o interesse comum. 

Essa força pode ser aplicada dentro de famílias, escolas, colégios, universidades, empregos, instituições, comunidades, associações locais, governos, etc. 

O aprimoramento da comunicação também é valorizado, a fim de se manter uma relação saudável com os demais. É o caminho em direção a uma consciência universal.


Desenvolvimento Multicultural

A multiculturalidade é a convivência harmônica de todos como seres humanos, irmãos e irmãs, e com o “Todo” e suas manifestações e relações. Reconhecer a riqueza cultural própria de cada povo e aprender a valorizar suas semelhanças e diversidades. 

É uma dinâmica natural do planeta, transversal, que abarca muitos setores e permite conhecer a si mesmo, conhecer mais os outros e enriquecer-se nas esferas técnica, científica e ecológica pela partilha de novas descobertas.

Permite (re)valorizar os conceitos de equidade, de serviço, de reciprocidade e de solidariedade, fomentar a fraternidade mundial, promover uma cultura baseada na paz e voltar a aprender a ter uma abordagem holística do ser humano e dos povos.


Desenvolvimento Físico

Envolve aprender a viver todos os aspectos físicos da vida. Aceitar e desfrutar estar presente em seu corpo. 

Ter capacidade de usar o corpo de maneira diferenciada e hábil para propósitos expressivos, o que pode ser praticado por meio de exercícios que auxiliam a restabelecer conexões neurológicas entre corpo, cérebro e coração.

Um bom desenvolvimento físico tem mais a oferecer do que a construção de músculos, resistência física ou habilidade num esporte. 

Está diretamente ligado às funções cerebrais e tem impacto na estimulação dos sentidos.


Desenvolvimento Ético e dos Atributos/Valores/Qualidades Humanas

O sentido profundo da existência vai muito além da moral, já que implica o próprio propósito

de vida, o papel no mundo, o convívio com os demais e o cultivo de atributos humanos para uma vida saudável, íntegra e feliz, que favoreça o estabelecimento de uma cultura de paz no mundo. 

É um caminho de constante aprendizado. A formação de agentes transformadores da sociedade começa pela transformação de si mesmo. Num mundo onde os valores humanos são cada vez menos considerados, é árdua a tarefa de lutar contra uma corrente que prega a alienação, a massificação de ideias, a falta de sensibilidade.

Consiste num processo de engajamento geral, com prática de atributos por parte de todos os participantes da instituição: beneficiários, colaboradores, voluntários e famílias.


Desenvolvimento Espiritual

O Espiritual refere-se aos assuntos relacionados com o seu Íntimo (ou Self). Reconhece o aspecto multidimensional do Ser e sua busca pela sua Essência, pela compreensão do propósito da existência e do Universo. 

É diferente de uma missão religiosa. O projeto respeita todas as crenças religiosas e filosóficas e não prega nenhuma confissão específica, pelo respeito à liberdade de crença religiosa dos alunos e dos seus familiares. No entanto, todos são, por natureza, seres espirituais. A espiritualidade não pode ser ensinada (mentalmente), é como um salto de consciência que só é possível experienciar com vivências. 

A proposta é ter momentos reais de reconexão com a essência da vida, que está em todos. A apreciação espiritual significa um compromisso de cuidar de toda a criação, perceber o universo como interconectado e integrado e estimular o desejo inato de saber “quem sou e qual é meu destino”.

Procurar um sentido para a vida e aceitar as experiências como etapas positivas e necessárias para a evolução. Essa busca, ou desejo de compreensão, é uma necessidade essencial para os seres humanos. Inclui-se aqui o desenvolvimento intuitivo.


Desenvolvimento Emocional

Aponta o âmbito emocional e afetivo das crianças e suas relações com o ambiente. É parte da socialização que ocorre o tempo todo na escola e na sociedade. Corresponde à capacidade de perceber a si mesmo, aos outros e à natureza com precisão e sensibilidade. 

Foca a sensibilidade e a hipersensibilidade da criança a fim de equilibrar suas reações emocionais. Alguns dos elementos mais importantes em um ambiente de aprendizagem são as qualidades humanas do educador, dos colaboradores e dos pais. 

Qualquer tipo de aprendizagem implica uma ligação afetiva entre o educando e o educador, figura essencial que representa um modelo, um exemplo. Um educador cultiva valores e atributos morais honrosos no dia a dia para propiciar um desenvolvimento íntegro e de suporte ao aluno.


Desenvolvimento Ecológico

Desenvolver uma consciência ecológica com bons manejos ambientais para começar uma relação pessoal e harmônica com a Terra e consigo mesmo. Para o desenvolvimento humano, é imprescindível ter a consciência de que o indivíduo é parte da Mãe Terra, da galáxia, do Cosmos, de um Grande Todo relacionado aos muitos seres vivos existentes. É importante estar em contato com a natureza durante todo o processo de aprendizado. Por meio de experiências diretas com diferentes reinos (mineral, vegetal e animal), as crianças aprendem a assumir a sua responsabilidade ativa com o meio ambiente.


Desenvolvimento Criativo/Artístico

Desenvolver a parte estética, criativa e expressiva das pessoas, despertar o artista, o criador e o comunicador que está dentro de cada um. A área da estética, da criação e da expressão permite dar um passo ao transcendente, projetar, criar, concretizar ideias e planos, desenvolver a criatividade superior. 

Permite a expressão da harmonia, da beleza, da ordem, tanto interior quanto exterior. A prática regular da estética e da capacidade criativa pode contribuir para o desenvolvimento da dimensão afetiva e emocional do ser humano e prepará-lo para se tornar cocriador ativo de uma nova humanidade.


Desenvolvimento Cognitivo

O desenvolvimento da parte cognitiva, intelectual ou mental do ser humano, de forma equilibrada e harmoniosa nos dois hemisférios cerebrais. No âmbito pedagógico, passa-se ao âmbito cognitivo somente quando os âmbitos físico e emocional das crianças são atendidos. 

O desenvolvimento cognitivo é uma parte magnífica e sagrada do ser humano, um processo pelo qual os indivíduos adquirem conhecimentos sobre o mundo ao longo da vida. O ato ou processo de conhecer envolve atenção, percepção, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento, linguagem, etc.